Igreja Universal censura programa da Xuxa e Record já pensa em dar um pé na loira

A relação entre Xuxa Meneghel e a Record já está ficando estremecida, segundo o o portal MSN. Primeiro, os programas que eram ao vivo, passaram a ser previamente gravados, por conta do fim do ano, mas seguiram assim em 2016.  Nesta segunda-feira (25), vai ao ar o primeiro programa gravado neste ano que tem a participação da cantora Ludmilla e vai desafiar a funkeira em uma batalha que se apresentará de Beyoncé.

Desde a semana passada, um alto executivo da área artística ligado à Igreja Universal do Reino de Deus analisou todo o conteúdo do Programa Xuxa Meneghel que foi ao ar na semana passada para poder eliminar tudo o que julgasse chulo, vulgar e imoral. O mesmo acontecerá no programa que será exibido nesta segunda-feira. Enquanto isso, os advogados da Record já analisam cautelosamente o contrato de Xuxa, se preparando para uma eventual rescisão.


Ainda segundo o colunista, Xuxa e Record estão em crise desde outubro do ano passado, dois meses após ter estreado na emissora de Edir Macedo. O excesso de referências sexuais e o desempenho do programa tanto no Ibope quanto no mercado publicitário, tem desgradado a emissora.

2 comentários:

  1. "para poder eliminar tudo o que julgasse chulo, vulgar e imoral..." A única coisa não imoral é fazer fortuna às custas da ignorância alheia, não é mesmo????

    ResponderExcluir
  2. Há algum tempo, citei, que o Bispo, dificilmente, erra, mas, que no caso dessa "Sra." o erro foi grotesco. Provavelmente, não dele pessoalmente, mas de alguém ligado à área da TV. Esse alguém, a meu ver, vai rodar feio com o Bispo.
    Quanto à "Sra." já era, já passou do tempo, já caiu do galho !!!!

    ResponderExcluir