Invicta no UFC, jovem de 21 anos é a nova sensação do octógono e quer lutar por título

Com apenas 21 anos, a norte-americana Paige VanZant é uma das novas sensações do UFC. Até aqui, são 3 lutas na principal divisão de MMA do mundo, com 3 vitórias. A última delas, dia 5 de setembro, na edição 191 do Ultimate, foi com uma finalização por chave de braço sobre Alex Chambers (primeira foto abaixo). Agora ela luta para entrar no top 5 da categoria peso-palha e brigar pelo título.

Paige deu seus primeiros passos nas artes marciais quando tinha apenas 15 anos, com 16 iniciou no wrestling e logo estava no MMA. Em abril de 2012, fez sua estreia no amador, com uma vitória sobre Morgan Hunter no Ultimate Reno Combat. Dois meses depois, ela se tornaria lutadora profissional e venceria Jordan Nicole Gaza no torneio denominado UWF.

Convincente para os juízes, ela venceu mais um combate e foi contratada pelo Invicta FC, mas acabou derrotada na sua primeira luta. Em abril de 2013 a jovem se recuperou do revés sofrido no Invicta e venceu Courtney Himes com uma finalização por mata-leão no evento BCP. Cinco meses depois, em setembro, ela daria o grande salto na sua curta carreira.

Ao ser contratada pela equipe Alpha Male Team, que conta com Urijah Faber, Joseph Benavidez, Chad Mendes e T.J. Dillashaw, grandes nomes do UFC, a atleta ficou muito mais próxima de chegar ao Ultimate e isso aconteceu em dezembro de 2013. Porém, sua estreia demorou onze meses para acontecer. Em novembro do ano seguinte ela enfrentou Kailin Curran (abaixo) e venceu com uma sequência de joelhadas e socos.

Não demorou muito e voltou a ser chamada para mais um duelo. Em abril deste ano passou por Felice Herrig em decisão unânime dos juízes e voltou ao octógono contra Chambers, há pouco mais de um mês, quando triunfou com um armlock e mostrou muita força.

Sexta no ranking da sua categoria, ela voltará ao octógono em dezembro para enfrentar a escocêsa Joanne Calderwood (acima), naquela que será a sua terceira luta do ano. Uma vitória, além de manter sua invencibilidade, a colocará mais próxima de encarar a polonesa, invicta com 10 vitórias em 10 lutas. (Portal iG)

Nenhum comentário:

Postar um comentário