Traição de Adnet se multiplica como um fungo na internet, diz Zeca Camargo em post

Marcelo Adnet não teve, em público, a solidariedade dos colegas de TV. Após a publicação das fotos que o mostraram beijando uma loira (fotos abaixo), e da manifestação do humorista no Twitter, admitindo ter traído a mulher, a também comediante Dani Calabresa, nenhum peso-pesado da comunicação saiu em defesa dele ou protestou contra a invasão de privacidade.

Coube a Zeca Camargo analisar o fato, dando ênfase ao massacre moral imposto a Adnet por blogs e nas redes sociais. Em texto postado nesta segunda-feira (10) no portal G1, da Globo, o apresentador do Vídeo Show se manifestou contra a “banalização de um desfortúnio pessoal”.

Irônico, Zeca criticou especialmente o sadismo presente na disseminação da ‘notícia’ e o levante moralista, com o julgamento virtual (e a consequente condenação) de Adnet:


“Os “dedos na cara” agora vêm embebidos em veneno, e a intenção nunca é elevar o patamar da discussão, mas afundar mais e mais na baixaria. O "affair Adnet" se multiplicar como um fungo maldito na internet desde a última sexta-feira (7)”, escreve Zeca.


Nenhum comentário:

Postar um comentário