Ex-chacrete Índia Potira diz ter saído com homens por dinheiro

A ex-chacrete Índia Potira, de 67 anos, declarou na tarde deste domingo (28) ter usado drogas e saído com homens por dinheiro no período em que foi dançarina no programa do "Chacrinha". 


Ao lado de Estrela Dalva, Rita Cadillac, Gracinha Copacabana, Vera Furacão e Cléo Toda Pura, Índia Potira fez parte do grupo de mulheres mais desejadas naquela época.

"Eu vou falar porque a minha vida é um livro aberto. Na época de chacrete, saí com homens para ganhar dinheiro. Foi por necessidade. A gente tinha uma pessoa que ajudava, mantinha", contou durante entrevista ao "Domingo Show", da TV Record.

"Aos 30 anos, me apaixonei por um bandido e usei maconha, cocaína. Mas sempre tive recaídas. Usei drogas pela última vez não tem muito tempo, não, por causa de problemas em família, em casa. Foi uma recaída. Não sou hipócrita", desabafou, sob lágrimas, logo em seguida.

Ela evita ao máximo fazer críticas a outras integrantes do grupo, mas alfineta. "Não ponho a mão no fogo por elas", disparou.

Questionada sobre a diferença entre uma "chacrete", nos anos 1980, e uma "panicat", nos anos 2000, Potira resume. "As chacretes eram mulheres naturais".

Atualmente, a ex-chacrete mora em uma comunidade carente da Babilônia, na zona sul do Rio de Janeiro, e sobrevive através da aposentadoria. "Passo necessidades. Mas melhorou bastante com a aposentadoria", concluiu.

2 comentários:

  1. Essa, pelo menos, não é hipócrita como a Rita Cadillac, que também se prostituiu, usou drogas, mas depois ficou fazendo um "doce" danado, bancando a pudica para fazer os filmes pornôs que fez ao lado de Alexandre Frota e outros bagaceiros!

    ResponderExcluir
  2. Merece meu respeito, foi franca, disse a verdade da época e de agora. Que Deus lhe ajude.

    ResponderExcluir