Globo troca Tatá Werneck por Carolina Kasting para compor personagem evangélica

Como Valdirene (Tatá Werneck) não deve virar cantora gospel, ficará por conta de Gina (Carolina Kasting) a trama evangélica em "Amor à Vida".

Em breve, a moça ficará confusa por achar que está apaixonada pelo próprio pai, Herbert (José Wilker), e vai buscar orientação em uma igreja.

O templo ainda não tem nome e a produção do folhetim da Globo está tomando cuidado extra para não criar vínculos com o que já existe.


Até por isso, a emissora vai registrar o nome escolhido para a igreja, que também deverá ter orações diferenciadas, para que não haja referências a nenhuma outra religião. (Fonte: Portal Yahoo)


5 comentários:

  1. e o que a piriguete tem a ver com a crente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TUDO! Crente usa igreja pra desfaçar a própria safadeza! (não todos, mas quase todos).

      Excluir
    2. desfaçar e foda

      Excluir
    3. Ridículo! Vocês julga, todos os crentes por causa de uma minoria "safada".

      Excluir
  2. TUDO! Crente usa igreja pra desfaçar a própria safadeza! (não todos, mas quase todos).

    ResponderExcluir